Sábado, 6 de Agosto de 2011

Sunflower

Estava um dia com imensa luz, os raios de sol pareciam que entravam por entre os olhos mesmo estando fechados, ia eu no autocarro a caminho de uma viagem de cerca 20 minutos, 25 vá, se houver algum trânsito, ou se o autocarro tiver o azar de parar nos semáforos...

Ainda não tinha tomado o meu café, e já estava a pensar que ia chegar ao destino "mais para lá do que para cá", esqueci-me do mp3, e nem tinha uma simples revista para passar o tempo, ou um papel e uma caneta para fazer crescer o meu diário gráfico, só me restava observar tudo à minha volta. Mas eis que de repente entra no autocarro uma rapariga com uma blusa diga-se de passagem com uma cor que salta à vista até no escuro, quanto mais num dia de sol destes... era um amarelo-girassol, amarelo "berrante", nem sei definir aquela cor, enfim, não tenho nada contra a cor em causa, mas quando a blusa amarela entrou no autocarro a cor ofuscou a minha vista, e daí acordei pelo menos durante alguns minutos... mas o pior deu-se quando ela saiu e o amarelo reflectiu a luz do sol. Foi quando me lembrei do que é que me tinha também esquecido: dos óculos de sol! E deixei de ter aquela sensação de me estar a esquecer de algo sem saber o quê.

O amarelo simboliza a criatividade, as ideias, o conhecimento, alegria, juventude e nobreza, prosperidade; e o seu uso melhora a concentração e a facilidade de comunicação (estas duas últimas características falando de Feng Shui); eu até gosto desta cor, mas há que saber usá-la e ter sentido de estética.
tags:
publicado por Nica às 01:13
link do post | ✉ comentários | ★ favorito
 O que é?
1 comentário:
De rogerio franco a 1 de Fevereiro de 2012 às 12:34
Ha uma certa corrente arquitectonica que repugna ou, pelo menos, bloqueia em muito o uso de cor. No maximo, aceita a cor dos materiais, sem qualquer aditivo pintado com pigmento. Ai, a intençao é explorar os contrastes de luz/sombra, peoporcionados pela pintura branca. Isto poderia até ser em muito reforçado com o uso de cor, pois a presença de uma cor complementar a outra, desde que utilizada na proximidade desta, reforça e aumenta a luminosidade. O mesmo se poderia aplicar ao branco. No uso de alguma cor saturada, ou nao, a presença da iluminaçao/sombra pode sair reforçada. Até porque a zona iluminada reflecte as cores da proximidade, e, dependendo do angulo de incidencia da luz, as tonalidades irao variar para o observador. Este exercicio é muito interessante e o resultado pode ser magnifico.

Comentar post






.













online





. Seguir blog via Sapo

. Follow my blog on Bloglovin

. Alojamento SAPO Blogs




. Pesquisa