Sábado, 23 de Julho de 2011

Pequena grande vida

Arthur Rackham Illustration

 

O início é levado pelo vento, micro partículas seguem o seu caminho sem saberem para onde vão, são poeiras verde-amareladas, amarelas, que precisam de um local para depositarem o que levam consigo, imensas cores, formas, texturas, tamanhos e o mais importante, o código para dar origem a uma nova vida. Mais tarde se forem bem afortunadas irão dar forma a flores, árvores e frutos.

O seu caminho é atribulado, não só o vento como os insectos vão ajudar neste longo processo, as mais corajosas agarram-se ao dorso das abelhas, aproveitam a longa jornada e confiam no bom gosto destas para a escolha da futura casa, quando olham para baixo vêem as outras partículas que preferiram, ou melhor, não tiveram escolha, e tiveram que se colar a um besouro, viagem esta mais cómoda mas também mais lenta. Algumas não encontram o seu objectivo e acabam por ficar presas entre umas pétalas de cor lilás por sinal, estas não tiveram a mesma sorte das suas amigas.
O céu está limpo e deixa passar totalmente a luz do sol para as flores começarem a segunda parte da viagem, o código vai ser descodificado e assim dar origem a formas de vida idêntica, com todas as particularidades dos seus antepassados, para dar continuidade à sua espécie.
Amanhã não sabem como vai ser o dia, porque toda a viagem foi e é um mero acaso.

tags:
publicado por Nica às 11:06
link do post | ✉ comentários | ★ favorito
 O que é?





.













online





. Seguir blog via Sapo

. Follow my blog on Bloglovin

. Alojamento SAPO Blogs




. Pesquisa